SE INSCREVA Na nossa newsletter

All rights reserved to Larissa Vaiano Moleti | Website developed by Larissa Vaiano

O PODER DA GRAVATA - LARISSA VAIANO MOLETI - CPF: 368.382.628-27 - Sâo Paulo - SP - CEP: 03357-050 - Brasil

TODO POUQUINHO CONTA

28.03.2018

 

Há não muito tempo atrás, eu tinha essa mania de pensar que todas as mudanças que eu desejava na minha vida deveriam começar de maneira grandiosa. De uma forma boba e até meio irrealista, eu desprezava o valor que pequenas atitudes poderiam representar ao longo da minha trajetória. Eu não aceitava começar pequeno, aos poucos. Ou eu começava grande ou eu nem começava, no maior estilo se não for pra causar eu nem vou, sabem? 


Já que eu não tinha tempo para dedicar uma hora por dia à academia e deixar de lado o sedentarismo, eu nem me dava ao trabalho de trocar o elevador pelas escadas; como eu não podia cozinhar todas as noites para ter uma alimentação mais saudável, eu não me esforçava para inserir frutas nos meus intervalos entre as refeições; e assim, não só nessas áreas mas em diversos outros setores da minha vida, eu deixava de fazer o que estava ao meu alcance por conta de uma mentalidade que só funcionava na base do tudo ou nada. 


E eu sei que não preciso me alongar muito nas explicações para contar a vocês o quanto esses pensamentos me prejudicavam. Enquanto a minha mente funcionava no esquema do é tão pouco, que diferença isso vai fazer?, eu deixava de tomar as atitudes que poderiam me levar àquelas mudanças que eu tanto desejava. E isso, é claro, só tornou as coisas mais difíceis. 


Não que pensar de outra forma tenha magicamente tornado tudo mais fácil. Longe disso! Mudar é difícil. Construir uma nova versão de si mesmo, seja abandonando velhos hábitos ou criando novos costumes, é sempre uma tarefa delicada. Mas ela pode se tornar mais leve quando nós aprendemos a valorizar os nossos pequenos passos, por menores que eles sejam. 


É aquela velha história: comece onde você está, usando o que você tem, do jeito que você pode. Está tudo bem se você não consegue fazer tudo o tempo todo. Fazer um pouquinho de vez em quando já é melhor do que não fazer nada, nunca. Como diz uma frase que eu li esses dias por aí, “não deixe de fazer algo bom por achar que está fazendo pouco”.

 

*Photo by Nine Köpfer on Unsplash

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

JÁ VIU OS ÚLTIMOS VÍDEOS?